Tá na Four, tá na benção

Em entrevista à Playboy, pastor Marco Feliciano diz ter usado drogas e que é possível sentir prazer no sexo anal: “Quem faz não volta mais”

11 ABR 2014
11 de Abril de 2014

O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) concedeu uma entrevista à revista Playboy, publicação da editora Abril voltada ao público masculino, e falou sobre drogas,sexo e política.

Feliciano falou que na pré-adolescência, chegou a usar cocaína e experimentar a maconha, mas não foi adiante.

“Conheci a cocaína nos bailinhos, no fim dos 12 anos. Só a cocaína. Eu tentei a maconha, mas engasguei, nunca consegui fumar nem cigarro. Não conseguia tragar. Com a cocaína era fácil”, contou o pastor.

A edição com a entrevista de Marco Feliciano chega às bancas nesta terça-feira, 08 de abril. Como o principal assunto da revista é o sexo, o pastor não se furtou a responder perguntas sobre o tema, e afirmou que acha possível que alguns homens encontrem prazer no sexo anal.

“Com certeza, tem homens que têm tara por ânus, sim. Eu não entendo muito dessa área porque nunca fiz, graças a Deus, e espero nunca fazer, porque parece que quem faz não volta mais (risos). Deve ser uma coisa tão estranha”, disse Feliciano, que é conhecido por pregar contra a prática, mesmo entre casais heterossexuais.

Sobre política, sua principal área de atuação no momento, o pastor fez um novo ataque à missionária Marina Silva (PSB), de quem se tornou desafeto após as críticas feitas por ela quanto à sua atuação na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM). O pastor disse que a postura de Marina “é um engodo” que tem ludibriado muitas pessoas: “Com aquele jeitinho de cristã, a roupa de crente, ela foi muito inteligente”, comentou.


Oratória e comunicação com a maior referência em oratória cristã, Heverson Barbosa

Voltar

Início      A rádio      Programação      Blog      Galeria      Contato

Clique aqui para editar.